Orações e homenagens: cemitérios de Lagoa Seca recebem visitantes no Dia de Finados

No Agreste da Paraíba, neste Dia de Finados, a cidade de Lagoa Seca recebeu um grande número de pessoas nos quatro cemitérios públicos do município: da sede, dos sítios Oiti e Alvinho, bem como do Distrito de Campinote. Nesta quarta-feira (2), a população aproveitou o feriado de finados para visitar os túmulos e prestar homenagens aos parentes e entes queridos já falecidos. Em todos os Campos Santos houve celebrações litúrgicas e cultos evangélicos.

Para muitos, o dia de finados deve ser um dia de culto à vida mais do que à morte. O Frei Francisco, que celebrou pela manhã uma missa na Capela de Campinote, concorda com essa visão sobre a data.

“Este é um dia de renovação da esperança diante daqueles que, pela nossa fé, cremos que já nos antecedem na casa do Pai. Então não é um dia de tristeza. Nós choramos por aqueles que partiram porque sentimos a falta. Mas jamais devemos cair no desespero”, disse.

Para a professora Tânia Barbosa, que perdeu a mãe este ano, visitou pela primeira vez o túmulo da sua genitora nesta data. Para ela foi difícil segurar as lágrimas. “O que fica para gente são as boas lembranças de uma pessoa muito presente, cuidadosa e caridosa".

No maior cemitério de Lagoa Seca, localizado no bairro Bela Vista, as pessoas começaram a limpar e organizar os túmulos no início da semana. Nesta quarta-feira muita gente começou a chegar logo cedo ao local, desde a sua abertura, ocorrida às 07h00, para fazer suas orações e homenagens. O trânsito de pessoas ao longo do dia foi bastante intenso.

O dia de finados em Lagoa Seca também serviu para ganhar dinheiro. Em todos os cemitérios, vendedores montaram as barraquinhas para vender arranjos de flores, buquês, velas e outras utilidades para os visitantes. 

Da redação

0 comentários: