Mais um homicídio: presidiário é executado com tiros de espingarda 12 na porta de casa em Lagoa Seca

Um preso albergado da casa de detenção do Monte Santo, em Campina Grande, foi assassinado a tiros no início da manhã desta sexta-feira (04) na comunidade Vila Florestal, zona rural da cidade de Lagoa Seca, Agreste da Paraíba.

Joseilton Gomes, o "Litinho" tinha 30 anos e foi executado com tiros de espingarda calibre 12 quando chegava em casa, por volta das 05h30 da manhã.

A vítima havia recebido o benefício da semi-liberdade nesta semana e desde o último dia 01, passava o dia em liberdade e somente a noite dormia no presídio.

Joselito foi condenado a 6 anos e três meses pela justiça paraibana por prática de roubo (Art.157 do Código Penal). Ele foi preso em 2014, quando tentou assaltar um supermercado nas proximidades da Feira da Prata, em Campina Grande.

De acordo com seus familiares, "Litinho", como era chamado, trabalhava como marchante e tinha muitos inimigos na comunidade onde vivia.

Os autores do homicídio fugiram logo após a prática do crime. A Polícia Militar fez rondas mas não conseguiu capturar os acusados.

O caso agora será investigado pelo delegado Cicero Pereira, que foi indicado para assumir a delegacia de Lagoa Seca há cerca de 30 dias e já tem dois assassinatos para elucidar (o primeiro foi o suposto assaltante morto a tiros na comunidade do Oití na semana passada).

Por Márcio Rangel

0 comentários: