Mais uma tentativa de assalto e estupro em Lagoa Seca. Acusado é executado com tiros na cabeça. Saiba mais...

Mais uma tentativa de assalto e estupro foi registrada na tarde desta terça-feira (25) em Lagoa Seca, no Agreste paraibano. A vítima foi uma jovem de apenas 17 anos, sobrinha do senhor Zé Bento, moradora do Sítio Oiti.

De acordo com informações de testemunhas, a jovem estava na porta de sua residência, quando chegou Alexandro Barros Santos, 27 anos, que residia na Vila Ipuarana, zona rural do município. Ele anunciou o assalto, mas, em seguida, coagiu a jovem forçando-a a fazer sexo, quando teria dito que, “caso não cedesse, iria matá-la”. Em seguida, a jovem começou a gritar e foi ouvida por familiares e vizinhos, que foram averiguar o que estava ocorrendo. O potencial estuprador fugiu do local, com outro comparsa em uma moto, que foram seguidos por populares.

As Polícias Civil e Militar de Lagoa Seca ao tomar conhecimento da tentativa de estupro se deslocaram até o local para apurar o fato. Uma hora do episódio, após as autoridades policiais realizarem rondas na área do Sítio Oiti, acabaram por encontrar o acusado da tentativa de estupro com cinco tiros de revólver na cabeça. A vítima estava caída, em um local de difícil acesso e de grande vegetação. Com a vítima foram encontrados um celular e um capuz preto, geralmente usado para a prática de delitos. Populares se aglomeraram para acompanhar os trabalhos das polícias.

Versão da Polícia

Segundo informações do Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop), a suspeita é de que cinco homens tenham participado do crime.

De acordo com a Polícia Militar, uma testemunha ligou para o 190 por volta das 17h00 informando que homens em um carro preto e uma motocicleta estavam atirando na localidade. Ao chegar no Sítio Oiti, policiais encontraram o corpo do jovem.

O Instituto de Perícia Científica (IPC) foi acionado e, conforme o Ciop, os peritos constataram que a vítima foi atingida por cinco tiros na cabeça. A PM informou que fez buscas na região, mas ainda não há detalhes sobre a autoria dos disparos.

Incêndio em residência

E, por volta das 21h00, uma casa foi alvo de vandalismo e incêndio no Bairro São José, em Lagoa Seca. Vizinhos evitaram que o sinistro se alastrasse jogando baldes de água para apagar o fogo. A Polícia Militar chegou ao local para acompanhar o ocorrido e, em seu relatório, informou que a residência seria de um dos suspeitos no envolvimento do crime ocorrido no Sítio Oiti. Outra versão dá conta de que o imóvel pertence a um homem que domina o tráfico de drogas na área. 

Um adolescente de 17 anos, morador da casa, sofreu um corte na mão. A noite no bairro foi de muita tensão. Durante a madrugada, tiros foram ouvidos.

Da redação

0 comentários: