Eleições 2016: moradores do Morro reclamam da atual gestão e apresentam necessidades da comunidade a Fábio e Dalva

Durante caminhada, neste sábado (03), os moradores do bairro do Morro saíram de suas casas para demonstrar apoio a Fábio Ramalho e Dalva Lucena. Várias pessoas tiveram a oportunidade de conversar com os candidatos e expor suas necessidades. Os moradores contaram o porquê de apoiar Fábio durante o percurso e contaram o que mais precisam quando chegar na Prefeitura de Lagoa Seca.

A moradora Neide Silva disse que deposita toda sua confiança em Fábio e que torce para que ele seja o futuro gestor de Lagoa Seca. “Eu acredito que Fábio irá ser o futuro de Lagoa Seca. Irá nos devolver nossos postos de saúde e hospitais que tiraram de nós. Eu tenho uma filha deficiente, precisamos de acompanhamento médico, precisamos de medicamentos e tudo sempre nos falta”, desabafou.

A professora aposentada Gorete B. Oliveira, de 61 anos, conta que já mora em Lagoa Seca há muitos anos e viu como a cidade mudou depois dessa gestão atual. “Lagoa Seca está no fundo do poço. Nós perdemos tudo que tínhamos na cidade, como o hospital, nosso posto de saúde; não temos mais nenhuma segurança na cidade, não temos nenhum lazer aqui para os nossos netos. Eu acredito que Fábio irá nos devolver a Lagoa Seca que nós moradores queremos”, comentou.

Já a aposentada de 65 anos, Bernadete Sousa, conta que uma das maiores percas com a atual gestão foi não se preocuparem com a questão da segurança. “Nós precisamos de Fábio para nos proporcionar melhorias dias na cidade. Precisamos que ele melhore o setor de segurança em todo município, pois sofremos muito com assaltos e falta de policiamento. Fábio está aí para unir um grupo de pessoas e fazer o bem de Lagoa Seca durante sua gestão”, destacou.

O que se viu ontem no bairro do Morro e Loteamento Dona Correia é que as pessoas estavam em festa, todas vestindo azul e amarelo enquanto Fábio e Dalva caminhavam pelas ruas das duas comunidades urbanas. A caminhada que começou no final da tarde, durou até a noite.

Da redação,
com assessoria

0 comentários: