O caso de repete em Lagoa Seca: Energisa efetua corte no fornecimento de energia em Posto de Saúde do bairro Monte Alegre. Prefeitura Municipal deixou de efetuar os pagamentos

Na manhã desta quarta-feira (17) a Energisa efetuou o corte no fornecimento de energia elétrica do Posto de Saúde no bairro Monte Alegre,  em Lagoa Seca. O serviço foi interrompido por falta de pagamento, ou seja, algumas contas estavam em aberto.

Antes de realizar o corte, a distribuidora comunicou da inadimplência, mas a Prefeitura Municipal de Lagoa Seca não efetuou os pagamentos.

Transtornos foram causados por causa do corte. Muitas pessoas que usam os serviços da unidade de saúde do bairro, cerca de 150 famílias da comunidade e moradores do Anacleto ficaram sem nenhum tipo de atendimento na manhã desta quarta-feira, o que causou muita revolta e reclamação. Entre os prejuízos causados, vacinas que estavam acondicionadas, em baixa temperatura, terão que ser descartadas e incineradas. Só com isso, o prejuízo é incalculável. 

Vários atendimentos deixaram de ser remarcados, por que não existe previsão da volta do fornecimento da energia no imóvel. Até o momento, nenhuma autoridade do município se pronunciou sobre o evento. Pra quem não sabe, faz-se necessário lembrar que, saúde é um serviço essencial e contínuo, desse modo, não pode faltar à população.

Essa não é a primeira vez que a Energisa interrompe o fornecimento de energia em postos de saúde na cidade. No mês passado, o mesmo procedimento ocorreu com o Posto de Saúde do bairro Bela Vista.

Não bastasse o desgoverno que se instalou na Prefeitura Municipal de Lagoa Seca, o prefeito José Tadeu (PSB) amarga uma impopularidade indescritível. O inferno astral do atual gestor parece que é refletido em seu candidato a prefeito, o vereador Diego do Veleiro (PMDB), que também é fortemente rejeitado pela população do município.

Nas redes sociais, o candidato a prefeito das oposições, Fábio Ramalho (PSDB) de forma solidária com a população de Lagoa Seca e, em especial, aos moradores do bairro,  se manifestou da seguinte forma: "Impressionante como é maldosa e desumana a forma como esta gestão tem tratado a população. Quero me solidarizar com os moradores dos bairros Monte Alegre e Anacleto que hoje ficaram sem assistência médica porque o fornecimento de energia elétrico foi cortado da unidade de saúde. Muito lamentável!

Da redação

0 comentários: