Eleições 2016: na reta final para as convenções partidos políticos de Lagoa Seca ainda buscam alianças...

Na reta final para a realização das convenções visando as eleições de outubro, o panorama político está basicamente definido em Lagoa Seca, município da região metropolitana de Campina Grande. Para alguns articulistas políticos, que assessoram diretamente algumas candidaturas, definições e arranjos ainda podem ser formalizados até o dia 05 de agosto, prazo final para as realizações das convenções. Diante do quadro político já posto, Lagoa Seca terá mesmo três candidaturas majoritárias ao cargo de prefeito: Bola Coutinho, Diego do Veleiro e Fábio Ramalho. 

Informações extra oficiais especulam que no PT do B a escolha do vice recairá sobre a atual vice-prefeita de Lagoa Seca, Eleusa Barbosa, aliada de primeira hora do pré-candidato a prefeito Bola Coutinho (PT do B), configurando, assim, uma chapa puro sangue. Outros nomes também são avaliados pelo grupo da Imbaúba. Conforme já anunciaram, uma boa surpresa está em curso. Resta saber qual.

Por outro lado, a candidatura de Diego do Veleiro (PMDB), apesar de muitos acharem que ela não decola, segue arregimentando forças, graças as articulações que começam a ser feitas, a partir de agentes políticos ligados diretamente ao governador Ricardo Coutinho (PSB), que ratificou a indicação do nome da ex-secretária Joelma Rocha (PSB), oficializando, assim, a participação dos socialistas na chapa majoritária dos peemedebistas.

Segundo informou uma fonte ligada ao grupo do pré-candidato Diego do Veleiro, "o PSB já fechou com o PMDB e não tem pra ninguém. O resto é mera especulação. Quem são os porta-vozes do partido, aqui em Lagoa Seca são os vereadores Nelson e Bode. Qualquer discussão em torno da sigla passa por essas duas lideranças, em consonância, evidentemente, com a executiva estadual. Ninguém mais de fora, seja ela qual for, não interfere nas decisões do partido aqui em nosso município.  Além disso, o vereador Nelson tem uma relação de amizade histórica com Ricardo Coutinho".

Ao se confirmar as alegações acima, o PSB de Lagoa Seca é irredutível, participa da majoritária com o PMDB e agora, segundo a mesma fonte, "a ordem é partir pra cima dos partidos com diretórios em Lagoa Seca, que ainda estão soltos e que são da base do governo estadual, no sentido de atraí-los e aglutiná-los nesse arco de aliança aos outros partidos que já apoiam à pré-candidatura do vereador Diego do Veleiro. Para isso, a partir de João Pessoa, esses contatos já começam a acontecer ainda nessa semana e seus efeitos serão devastadores. Vai ter muita gente infartando".

Ricardo não vai interferir nas alianças do PSB nos municípios

O governador Ricardo Coutinho (PSB) voltou a falar sobre o processo de alianças partidárias nos municípios do estado e assumiu, novamente, sua postura democrática em respeitar as posições e alianças para as próximas eleições. Questionado pela imprensa, o chefe do executivo estadual declarou que não existem registros, em sua história política, de posturas antidemocráticas e ditatoriais. “Os partidos tem total autonomia em decidir para onde vão. É certo que estamos acompanhando as alianças a e apoiando aqueles que querem nosso apoio. O PSB hoje é o maior partido do estado e tenho me preocupado muito em garantir que a legenda continue crescendo” afirmou.

Ricardo reafirmou que não vai interferir nas decisões dos diretórios municipais. “Não interfiro nas decisões nem do meu partido, porque iria me meter nas outras legendas? O que precisamos entender é que a política partidária é feita de alianças e vivemos em um país democrático. Todos temos direto de fazer escolhas e essas devem ser respeitadas” completou.

Da redação, 
com assessoria

0 comentários: