Eleições 2016: sucessão municipal em jogo. Mudanças em curso no quadro sucessório pode mudar o xadrez político de Lagoa Seca. Saiba mais...

A dinâmica da política em Lagoa Seca segue a todo vapor. Como diz o articulista político Denilson Costa, 'quem é pode depois não ser... Quem não está pode chegar'... Diante de tantas especulações do que pode acontecer até as convenções e registros de candidaturas, tudo é possível, até mesmo o impossível. 

O Lagoa Seca Em Foco atento a tudo o que está acontecendo nos bastidores da política lagoasequense tem o compromisso de manter bem informado os seus leitores, mediante informações checadas e publicadas com a responsabilidade que a linha editorial impõe aos seus editores.

Desse modo, ao avaliar o quadro sucessório municipal, algumas possibilidades de mudanças estão em curso, visto que as lideranças políticas envolvidas no processo eleitoral continuam conversando e aquilo que hoje pode está definido, em termos de nomes na disputa, amanhã, pode ser diferente. Assim, vejamos algumas possibilidades (mera especulação), conforme apurou a editoria de política do Lagoa Seca Em Foco

Na última quinta-feira (14), dirigentes socialistas do diretório municipal de Lagoa Seca estiveram reunidos na sede do Partido Socialista Brasileiro (PSB), em João Pessoa, quando, na ocasião, analisaram, em profundidade, o panorama do quadro sucessório de Lagoa Seca. Essa discussão passou pelas principais lideranças partidárias do PSB estadual, incluindo aí, Edvaldo Rosas, presidente estadual da sigla, entre outras cabeças pensantes do partido. Na ocasião, diante de muitas conversas, o diretório estadual do PSB confirmou seu total apoio à pré-candidatura do vereador Diego Do Veleiro (PMDB), bem como de sua companheira de chapa, Joelma Rocha (PSB), como pré-candidatos a prefeito e vice, respectivamente.

Segundo o vereador Nelson Anacleto (PSB), esposa da educadora Joelma Rocha,  mediante a conjuntura local, a estância estadual legitimou a aliança do PSB com o PMDB de Lagoa Seca. "Qualquer informação que seja diferente desta não é verdadeira. Portanto, esta aliança é a que terá sem sombra de dúvidas o apoio do governador Ricardo Coutinho e que aglutina inúmeros outros partidos num arco de alianças que continua sendo construído", disse.

Mesmo diante da afirmação de Nelson Anacleto, já que o processo de construção de alianças continua em andamento, outras possibilidades são amplamente viáveis, conforme apurou o Lagoa Seca Em Foco. Assim vejamos: para reforçar a candidatura de Diego do Veleiro (PMDB), que anda cambaleante, a chapa majoritária poderá sofrer mudanças para ajustar e acolher outras lideranças e partidos, que de alguma forma sonham em compor a cabeça de chapa com o pré-candidato Diego.

A educadora Joelma Rocha poderia sai da condição de pré-candidata a vice e ceder seu lugar para a ex-primeira dama Carlota Arcelino (PTD), esposa do ex-prefeito Gilvando Carneiro (PDT). Essa hipótese também é estendida ao filho do casal de médicos, o também médico Glaydson Carneiro (PDT). Também não está descartada a possibilidade de Gilvando Carneiro figurar na chapa do peemedebista. Essa possibilidade pode acontecer, desde que haja consenso no grupo e, naturalmente, anuência do PSB local. Quem trabalha nessa perspectiva é o deputado federal Damião Feliciano e a vice-governadora Lígia Feliciano, ambos do PDT, que tem conversado sobre o assunto com o governador Ricardo Coutinho (PSB).

Noutra linha de conversações está o ex-prefeito Bola Coutinho (PT do B), que abriria mão da disputa ao cargo de prefeito para apoiar o jovem parlamentar, que lhe tomou o PMDB. A depender da conjuntura, o homem da Imbaúba poderia indicar o vice. Essa possibilidade está sendo construída pelo presidente da Assembleia Legislativa e pré-candidato a prefeito de Campina Grande, deputado Adriano Galdino (PSB).

A preço de hoje, a chapa Diego/Joelma está formada e mantida, já que o PSB não abre mão de participar da majoritária. Dentro da sigla socialista, a única mudança que poderia acontecer seria uma troca de nome: sairia Joelma e entraria Bode, algo muito remoto.

Como já dissemos noutro momento, repetimos: sobrevive na política não quem é o mais forte, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças. Nessa lógica, vamos aguardar o que vem por aí. O resto, o Lagoa Seca Em Foco narrará mais adiante.

Mais detalhes sobre sobre a movimentação dessas possíveis mudanças no quadro sucessório de Lagoa Seca, atentos aos fatos, informaremos em primeira mão aos nossos leitores.

Da redação

0 comentários: