Ypuarana Futebol Futebol Clube de Lagoa Seca comemora, neste domingo, 50 anos de glória e muitas conquistas. Conheça um pouco a história do clube...

O Ypuarana Futebol Futebol Clube comemora, neste domingo, 05, cinquenta anos de glória e muitas vitórias. Para celebrar a data, seus dirigentes, atletas, familiares e convidados vão homenagear o time no Clube do Paulão, a partir das 10h00, com churrasco, feijoada, bebida e claro, embalados com muita música ao som do Grupo Musical Mistura & CIA. Troféus e brindes serão entregues em homenagem a todos àqueles que contribuíram e continuam a colaborar com a história de sucesso do mais famoso e querido time amador de Lagoa Seca e do Agreste da Paraíba.

Haverá, ainda, um minuto de silêncio pela morte do Peuzinho, ex-atleta Ypuarana Esporte Clube, morto no dia 31 de maio, vítima de uma descarga elétrica.

Na foto, primeira formação do ypuarana, em 1966Em pé: Zazá, goleiro Jurandir , Bria, Inação, Luiz Carlos, Edinho de seu Elideo. Agachados: Expedito, Pedro de Boca, Sargento Armando, Bil de Zé Pedro e Roberto de Campina Grande. 

Conheça um pouco dos muitos momentos de glória do Ypuarana Esporte Clube  

A história do começou a se desenhar na segunda metade do século 20. Fundado em 05 de junho de em 1966, pelo desportista Efigênio Sales, tornou-se, indiscutivelmente, a grande paixão e potência do futebol lagoasequense. Ao lado de Efigênio, outros idealizadores e entusiastas desportistas deram o ponta pé inicial ao Ypuarana: Armando, Edinho, Domingos, Zazá, Pedro, Inação, entre tantos outros que se doaram para o crescimento do pequeno time amador, que ora nascia com a mesma força e entusiasmo dos seus idealizadores.

Inspirado na Águia (mascote do time, nas cores vermelha e branca), o Ypuarana Futebol Clube tem voado alto ao longo dos seus cinquenta anos de existência, tornando-se o maior vencedor de campeonatos realizados no município.  Sua trajetória mostra como e por que o clube é o mais vitorioso da cidade com a maior quantidade de conquistas nos principais torneios disputados no município e região, com a essência do puro e bom futebol amador paraibano.

Ao longo de meio século de existência ninguém pensou - naquele momento inicial de sua fundação - que o sesquicentenário Ypuarana atravessaria décadas e teria como sua marca uma profunda capacidade de se adaptar aos novos tempos e se reinventar mudando os ventos da própria história. É bem verdade que sob os olhares desconfiados de alguns críticos, mas com a ousadia do presidente Celso José de Araújo, que revolucionou as linhas já escritas sobre o futebol amador lagoasequense, o velho Ypuarana chegou aonde está - no cenário do bom futebol praticado em terras paraibanas - graças ao empenho, dedicação e amor do seu dirigente ao clube. 

Títulos conquistados

Ao relembrar os grandes feitos do Ypuarana Futebol Clube, que ganhou quase tudo que disputou, basta trazer um feito inédito numa esplendorosa partida contra o Treze Futebol Clube, em 1978, em partida realizada numa tarde de domingo no campo do Convento Ipuarana, quando  conseguiu um empate em 2 x 2. Outro fato inédito foi a histórica vitória de 2x1 sobre o Campinense Clube, em 2000, pela Copa Paraíba, no campo dos advogados, em Campina Grande. Além desse feito, o Ypuarana também conseguiu um empate de 0 x 0 com o Campinense, no Estádio Municipal "O Titão", em Lagoa Seca. 

Os títulos conquistados pelo Ypuarana Futebol Clube foram muitos, a saber: campeão da Copa Borborema em 1978 e o vice campeonato de 1986, sem esquecer do avassalador hepta campeonato lagoasequense entre os anos 2000-2010. Além desses, faz-se necessário, nessa longa história de grandes conquistas, mencionar os inúmeros troféus conquistados em torneios realizados em várias cidades da região metropolitana de Campina Grande.

Sua última conquista, à nível local, foi o brilhante título conquistado em 2015, quando o Barão Vermelho venceu o certame com 21 equipes de todo o município de Lagoa Seca, coroando com toda honra e glória  o esforço e devoção que os atletas demonstraram ao longo da disputa, enfatizando a proeza, uma vez que nenhum adversário conseguiu de forma acachapante sagrar-se campeão dos quadros (titular) e (aspirantes) de forma invicta. 

Slogan e Brasão

Uma curiosidade que merece ser destacada sobre o Ypuarana Futebol Clube - entre as décadas de 80 e 90 - diz respeito a unidade do grupo, que sempre após as suas apresentações reunia seus atletas para comemorar suas vitórias no Bar de Areinha (in memoria), pai do jogador Aurélio (Balú). Em meio a essas comemorações se destacava, na voz de todos os atletas, as músicas da maior banda de rock do Brasil - Barão Vermelho. Naquela euforia das comemorações e no embalo dos sucessos de Frejat e de Cazuza, líderes da banda, deu-se a partir daí, de forma eufórica, a entoar os gritos de Barão, Barão, Barão Vermelho, consagrando, assim, o codinome de Barão Vermelho ao Ypuarana, ainda hoje conclamado carinhosamente por todos os seus torcedores, jogadores e dirigentes.

Além da referência à banda, um outro fato que remete ao time diz respeito a história do eterno Barão Vermelho, que foi maior piloto de caças militares de todos os tempos, o alemão Manfred von Richthofen, que abateu 80 aviões inimigos de seu país na 1ª Guerra Mundial. Suas principais máquinas de guerra foram o Albatros e o triplano Fokker DR 1, que voava a até 165 km/h. Com ele, Manfred ganhou destaque na Força Aérea Alemã e, quando foi nomeado líder de seu esquadrão, pintou a nave com um vermelho e branco brilhantes para ser reconhecido de longe pelos oponentes. Nascia assim o apelido de Barão Vermelho ao Ypuarana, por demonstrar coragem, raça, perspicácia audácia, estratégia e determinação, numa clara demonstração de que se aprende com a derrota como lição pra corrigir os erros.

Da redação

0 comentários: