Na BR 104 Norte: protestos contra o impeachment param ônibus, carros e moradores da região metropolitana de CG

Manifestantes contrários ao impeachment da presidente Dilma Rousseff interditaram, nas primeiras horas da manhã dessa terça-feira, 10, diversas rodovias do estado da Paraíba.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) dois pontos da BR-230, em João Pessoa e em Campina Grande, foram interditados. Às 9h, o trecho no km 35 na divisa dos municípios de Bayeux e Santa Rita, na Grande João Pessoa, havia sido parcialmente liberada, com o fluxo seguindo pelo acostamento da rodovia.

Segundo informações do movimento Frente Brasil Popular, responsável por convocar os protestos, rodovias nas cidades de Sumé, Patos e Sousa também foram fechadas. No entanto, a PRF informou que não houve registro de interdição em nenhuma rodovia nos municípios do interior da Paraíba citados pelos manifestantes. Além da Frente Brasil Popular, as manifestações têm a participação da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e sindicatos. O movimento não informou estimativa de manifestantes.

De acordo com a assessoria da Frente Brasil Popular, as manifestações são para propor uma reflexão a respeito da situação política e econômica do Brasil. Ainda de acordo com o movimento, protestos são pontuais e têm horas específicas para acabar.

Na BR 104 Norte: entre Campina Grande e Lagoa Seca

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), na região metropolitana de Campina Grande duas rodovias federais foram interditadas. Na BR-230, os manifestantes fecharam a entrada e saída para o litoral paraibano, próximo a avenida Brasília. Por conta do bloqueio alguns motoristas usaram a contramão para fugir do congestionamento.

“Fechamos a entrada e saída de Campina Grande para o litoral e só vamos liberar ao meio dia. Se a imprensa da cidade comparecer ao local ainda iremos liberar o trânsito por 20 minutos, mas o ato vai acontecer durante toda a manhã. É um ato da Frente Brasil Popular contra o golpe que acontece em todo o Brasil. Queremos pressionar os senadores que irão votar amanhã sobre o impeachment de Dilma”, disse a manifestante Paula Adissi, que está a frente do movimento.

Outro ponto fechado foi na BR-104, entre Campina Grande e Lagoa Seca, em direção ao Brejo paraibano. Os manifestantes queimaram pneus e impediram a passagem de veículos. Muitos moradores e trabalhadores que residem em cidades próximas de Campina Grande reclamaram do ato. De acordo com a PRF, houve princípio de tumulto entre os integrantes do protesto e motoristas que exigem a liberação da rodovia. A interdição durou pouco mais de uma hora, mas causou grandes transtornos.

Com redação

0 comentários: