MP-Procon fiscaliza postos de combustíveis em Lagoa Seca. Irregularidades foram encontradas e posto foi autuado

Uma fiscalização conjunta coordenada pela 1ª Promotoria de Defesa do Consumidor e o MP-Procon vistoriou na manhã desta quarta-feira, 11, alguns postos de combustíveis e de gás de cozinha de João Pessoa e Campina Grande, bem como de suas regiões metropolitanas, respectivamente.  

Participaram da operação órgãos como Agência Nacional de Petróleo (ANP); IMEQ-PB; Sudema; através do Batalhão de Polícia Ambiental; Polícia Militar, Corpo de Bombeiros; Detran; PBTran; DER; Semob e Crea.

A cidade de Lagoa Seca, que fica distante 7km de Campina Grande recebeu a visita dos fiscais e postos foram vistoriados. Na ocasião, a equipe esteve fiscalizando aspectos como preço, qualidade, nível de álcool permitido na gasolina, segurança ambiental, bombas eletrônicas, vasão das bombas, dentre outros itens. 

Em um dos postos da cidade, que fica às margens da BR 104 Norte, logo após o Restaurante O Bananal, sentido Brejo, foi autuado por irregularidade em uma de suas bombas de abastecimento. Os técnicos constataram irregularidades e o equipamento foi interditado. Nela, foi detectado que a cada 20 litros abastecidos, o cliente só levava 19,6 ml. O posto foi autuado e multado. A empresa terá um prazo de 15 para fazer sua defesa e recorrer da decisão. 

A fiscalização foi coordenada pelo Ministério Público, através do MP-Procon, coordenado pelo promotor Glauberto Bezerra, e integrada ainda pela Agência Nacional do Petróleo - ANP, Batalhão de Polícia Ambiental, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial (Inmeq) e Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor - Procon.

Com assessoria

0 comentários: