Mais de 30 alunos da rede pública de Lagoa Seca aprendem a realizar o tratamento de água

Desde às 08h da manhã desta sexta-feira, 12, cerca de 30 estudantes da rede pública municipal de Lagoa Seca, no Agreste do estado, participaram de um curso de capacitação promovido pelo Projeto Rio Mamanguape – Fase II em Tecnologias Alternativas para o Tratamento de Água para o Consumo Humano.

A atividade aconteceu no auditório da Escola Municipal Irmão Damião Clemente e atendeu alunos que estão cursando o 9º ano do ensino fundamental nas escolas Irmão Damião Clemente (Centro), José Gomes da Silva (Sítio Alvinho) e Machado de Assis (Distrito de Campinote).

A iniciativa do Projeto Rio Mamanguape – Fase II, que é patrocinado pela Petrobras, através do Programa Petrobras Socioambiental, visa fazer com que os jovens se tornem multiplicadores das ações voltadas para preservação do meio ambiente e o manejo correto dos recursos hídricos.

No horário da manhã, os trabalhos foram voltados para a temática da Educação Ambiental e foram conduzidas pela educadora e coordenadora do Projeto, Maria da Conceição Jerônino, que, com o auxílio de ferramentas audiovisuais apresentou dados e discutiu temas importantes sobre a preservação do meio ambiente, com foco prioritário da importância da economia da água e do uso consciente dos recursos hídricos.

Professores e gestores das unidades de ensino também participaram do evento. A Secretaria de Educação de Lagoa Seca foi representada pela professora Idelma Araújo, atual coordenadora pedagógica do Ensino Fundamental II na rede municipal.

Já na parte da tarde, os trabalhos foram mais práticos, onde os alunos tiveram a oportunidade de conhecer formas simples e sustentáveis para realizarem o tratamento da água para consumo humano em suas casas e comunidades. Todo o acompanhamento foi feito pelo Daniel Oliveira dos Santos que é técnico da Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

Da assessoria

0 comentários: