Deputado Frei Anastácio solicita que DNIT agilize construção de passarela em frente a Gruta da Virgem dos Pobres em Lagoa Seca

O deputado estadual Frei Anastácio (PT) nesta terça-feira, (16), no plenário da Assembléia Legislativa, providências à superintendência regional do DNIT na Paraíba  para construção de uma passarela em frente ao santuário da Virgem dos Pobres, que fica às margens da BR 104 Norte, no município de Lagoa Seca, no Agreste paraibano.

O deputado disse que está enviando ofício ao DNIT solicitando providências, depois que recebeu uma comissão de vereadores de Lagoa Seca, formada por Nelson Anacleto, presidente da Câmara, Reginaldo Aves Pereira e Edvaldo do Nascimento da Silva. “Eles vieram pedir ajuda, porque o DNIT de Campina Grande não atende aos apelos feitos pela Câmara de Vereadores de Lagoa Seca”, disse Frei Anastácio.

O parlamentar afirmou quer não se pode admitir o silêncio por parte da unidade do DNIT de Campina Grande, que não vem respondendo ao Poder Legislativo do município de Lagoa Seca e, muito menos à população.

“Os vereadores vieram com cópias de documentos que encaminharam à Unidade do DNIT em Campina grande, pedindo a construção da passarela e não obtiveram nenhuma resposta. Os parlamentares relataram que além dos requerimentos aprovados pela Câmara, comissões de moradores já se dirigiram ao DNIT, pedindo providências, mas que até agora não obtiveram êxito. Esperamos que haja uma resposta agora”, disse o parlamentar.

O Santuário da Virgem dos Pobres está localizado na BR 104 Norte, num trecho de tráfego intenso, mas que fica mais movimentado, ainda, pela população e por centenas de fieis que se dirigem para o Santuário onde fazem suas promessas, novenas e missas.


“Trata-se de um trecho perigoso que vem causando constantes acidentes em pedestres, inclusive com vitima fatal. É importante salientar que, além do Santuário da Virgem dos Pobres, naquela BR está localizado um bairro, o Convento Ipuarana, o Centro de Eventos  Maristas e o Campus da Universidade Estadual da Paraíba, onde, diariamente, população e estudantes tomam os coletivos”, destacou Frei Anastácio.

Com assessoria

0 comentários: