Província Franciscana de Santo Antônio do Nordeste e Norte do Brasil realiza capítulo no Convento Ipuarana de Lagoa Seca...

Com o tema "discernir, partindo novamente do Evangelho: passos concretos para redimensionar nossa vida e missão" e o lema "Irmãos, vamos recomeçar", teve início nesta segunda-feira, 03, no Convento Seráfico Santo Antônio (Ipuarana) em Lagoa Seca, Agreste paraibano, o Capítulo Provincial da Província Franciscana de Santo Antônio do Nordeste e Norte do Brasil, que segue até o dia 13 de novembro, quando serão apresentados relatórios e construídas propostas para os próximos três anos. Momentos de oração, estudo da regra franciscana e de confraternização também fazem parte da programação.  

Com a presença de 39 frades capitulares, o encontro começou suas atividades às 06h30, com celebração de missa na Capela Central do Convento Ipuarana, presidida pelo bispo diocesano de Campina Grande, Dom Manoel Delson Pedreira da Cruz, OFMCap.

Na homilia, o religioso relembrou a importância da comunhão da Ordem Franciscana com a Igreja, sobretudo, neste momento do capítulo. “Nós estamos no mesmo barco, fazemos parte do mesmo rebanho”. Ao falar sobre o Evangelho do dia na liturgia, animou os frades a deixar de lado as respostas negativas e atender ao convite do Senhor, de modo muito especial, a partir dos pobres e excluídos.

Na sessão de abertura do Capítulo Provincial 2014, houve a apresentação dos relatórios do Visitador Geral, Frei Estevão Ottenbreit, OFM, da Província da Imaculada Conceição. Após visitas a todas as fraternidades ele apresentou seu relatório apontando desafios e perspectivas da missão provincial. Já o Ministro Provincial, Frei Marconi Lins de Araújo, OFM, também apresentou relatório de sua missão frente a Província Franciscana de Santo Antônio do Nordeste e Norte do Brasil, desde 2012. 

Durante todo o dia aconteceram estudos e reflexões, dirigidos pelo Frei Inácio Dellazari, ministro da Província de São Francisco do Sul (RS), que refletiu sobre o tema proposto pela Ordem para o Capítulo Geral: “Irmãos e menores para nosso tempo”. Na ocasião, o religioso contextualizou a temática trazendo para a sociedade e a Igreja de hoje, a partir dos gestos que o Papa Francisco vem mostrando ao mundo e como esta realidade pode iluminar a missão dos frades no mundo.

Ainda na programação do dia, o Frei Inácio falou sobre duas dimensões fundamentais do carisma franciscano - a fraternidade e a minoridade -, ressaltando como elas são necessárias para um processo de redimensionamento da vida e missão dos frades menores. “Acolhida e reconhecimento são as primeiras atitudes para qualquer processo de evangelização”.

"O capítulo provincial é uma assembleia que acontece a cada três anos como tempo privilegiado de revisão e planejamento de nossa vida e missão como frades menores no Nordeste do Brasil, na missão entre os índios Tiriyós (extremo Norte do Pará) e nas duas casas da Alemanha”, disse Frei Marconi Lins, ministro provincial.

Com redação

0 comentários: