Em Lagoa Seca: produtores rurais participam de treinamento em empreendedorismo...

Nesta terça (02) e quarta-feira (03) agricultores paraibanos assistidos pelo Projeto de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (PAIS) do Sebrae participam da 5ª edição do encontro estadual do projeto. Durante o evento, que acontece no Centro de Eventos Marista, em Lagoa Seca, será realizada uma capacitação em empreendedorismo com cerca de 120 produtores rurais. No treinamento, os participantes serão divididos em grupos e orientados por consultores sobre como aplicar técnicas de gestão para melhorar o crescimento e o rendimento de suas lavouras.

O evento terá início às 11h00 da terça-feira (02) com um almoço oferecido aos participantes e prossegue durante a tarde e noite com informações e dinâmicas sobre compra e venda, relações interpessoais e desenvolvimento de ideias. Na quarta-feira (03) as atividades começam às 08h00 e se estendem até o período da tarde. Neste dia, a programação conta com o repasse de noções sobre planejamento e negociação de preços, prazos e produtos e uma palestra motivacional. A maioria dos participantes é formada por agricultores recém integrados ao PAIS.

De acordo com Andréa Luciana Sousa, analista do Sebrae em Campina Grande e gestora do Projeto PAIS, o treinamento visa estimular o comportamento empreendedor dos agricultores. “O treinamento vai destacar pontos para melhorar a condução das unidades e que possibilitem uma maior sustentabilidade desse tipo de produção rural”, frisou.

O Projeto de Produção Agroecológica Integrada e Sustentável (PAIS) é um modelo de tecnologia social aplicado à produção agrícola e que congrega princípios de sustentabilidade com vistas na preservação do meio ambiente e na melhoria de vida das pessoas. Nesse tipo de produção são obtidos produtos sem o uso de agrotóxicos, o que faz dela uma nova alternativa de geração de emprego e renda para o homem do campo e proporciona mais qualidade de vida aos consumidores com alimentos saudáveis e diferenciados. O formato de produção circular de baixo custo e com base agroecológica foi concebido para ser praticado por pequenas comunidades rurais.

O assessor técnico de unidades PAIS em cidades do Brejo e Cariri Rafanele Trajano destaca a importância de capacitações específicas no contexto da agricultura familiar. “Os conhecimentos adquiridos em momentos como esse não só melhoram a visão empreendedora do homem do campo como também acabam sendo o diferencial das comunidades rurais assistidas pelo Sebrae”, comentou Trajano.

O PAIS teve início em 2006 e está presente em diversos municípios brasileiros. Atualmente, a Paraíba conta com mais de 500 unidades espalhas pelo Estado. O programa é gerenciado pelo Sebrae e financiado pela Fundação Banco do Brasil e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e conta ainda com o apoio do Ministério da Integração Nacional.


Ascom/Sebrae

0 comentários: