Trabalhadoras Domésticas de sete Estados do Nordeste participarão de Curso de Formação em Lagoa Seca...

Trabalhadoras domésticas de sete estados do Nordeste (PB, PE, PI, AL, MA, BA, SE) estarão reunidas no Centro Marista de Eventos, em Lagoa Seca, Agreste paraibano, nos dias 20 e 21 de setembro de 2014, no “I Curso de Formação Política das Trabalhadoras Domésticas do Nordeste”. O curso é uma realização do Centro de Ação Cultural (CENTRAC) em parceria com a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres (SPM) e com o apoio da Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas, do Fundo Brasil de Direitos Humanos e da Associação das Trabalhadoras Domésticas de Campina Grande.

O encontro vai debater temáticas como: divisão sexual do trabalho, trabalho e emprego doméstico, direitos sociais, trabalhistas e previdenciários da categoria, autonomia econômica e o uso do tempo das mulheres. O curso será facilitado pela assistente social e doutora da área do mundo do trabalho, Verônica Ferreira, que é também pesquisadora do Instituto SOS Corpo de Recife-PE, integrante do Fórum de Mulheres de Pernambuco e da Articulação de Mulheres Brasileiras (AMB).

Participarão do evento 45 mulheres, de sindicatos da categoria ligados à FENATRAD. O objetivo do curso é avançar na compreensão coletiva dos sindicatos das trabalhadoras domésticas do Nordeste sobre o trabalho das mulheres e os direitos do trabalho no Brasil. A diretoria da Associação das Trabalhadoras Domésticas de Campina Grande está se preparando para a fundação de um sindicato da categoria na cidade, por meio da formação de uma comissão pro-sindicato, formada no mês de agosto.

A programação do evento terá início às 9h do dia 20, de setembro, sábado, com as boas vindas, apresentação dos objetivos do curso e das participantes. Em seguida haverá uma reflexão em grupos sobre o tema “Mulher trabalhadora: experiências e reflexões”. Em seguida haverá a socialização dos grupos. No período da tarde, haverá um debate sobre o tema: “Problemas das mulheres no mundo do trabalho e divisão sexual, social e racial do trabalho”. A programação do primeiro dia terminará com um vídeo debate sobre o filme: “As Sebastianas”.

No segundo dia, haverá uma exposição dialogada sobre o tema dos direitos previdenciários das trabalhadoras. As participantes do curso construirão uma linha do tempo onde registrarão momentos marcantes da história da luta das mulheres por direitos, suas conquistas e ameaças. Á tarde as trabalhadoras domésticas irão debater sobre a regulamentação da profissão na atualidade, partindo do processo de luta pela Emenda Constitucional 72, que ampliou direitos para a categoria. O encontro será encerrado as 16h com uma avaliação e em seguida uma ciranda.

Ascom/CENTRAC

0 comentários: