Ex-prefeito de Lagoa Seca, Edvardo Herculano tem contas de 2012 tem contas aprovadas pelo TCE...

O Tribunal de Contas da Paraíba, reunido nesta quarta-feira, 17,  com o elogio do corpo de conselheiros, emitiu parecer favorável à aprovação das contas de 2012 do ex-prefeito de Lagoa Seca, Edvardo Herculano de Lima (PSDB).

A aprovação deu-se, por unanimidade, conforme voto do relator do processo, bem como do parecer da Auditoria e o do Ministério Público.

Conduzida pelo presidente Fábio Nogueira, a sessão plenária teve as participações dos conselheiros Umberto Porto, Arnóbio Viana, Fernando Catão, Arthur Cunha Lima e André Carlo Torres Pontes. Também, as dos conselheiros substitutos Antonio Cláudio Silva Santos, Antonio Gomes Vieira Filho e Marcos Costa. O Ministério Público de Contas esteve representado pela procuradora geral, Elvira Samara Pereira de Oliveira.

Edvardo Herculano mais uma vez comemora a aprovação de suas contas enquanto gestor  à época da Prefeitura Municipal de Lagoa Seca. “O que posso dizer é que procuramos fazer tudo certo, dentro da maior transparência possível, e isso deu resultado. Costumamos dizer que gerir a coisa pública é pra poucos e não para amadores. Com relação a mim, reafirmo que sou extremamente legalista. Aquilo que não tiver amparo legal, nós não fazemos. Tenho buscado, ao longo de minha vida pública realizar ações em prol do desenvolvimento do município de Lagoa Seca e, principalmente, aplicar, com zelo e cuidado os recursos públicos, sempre pautados no respeito ao cidadão e zelo da máquina administrativa”, ressaltou o ex-prefeito.

Para Dalva Lucena, esposa de Edvardo Herculano e ex-secretária de Finanças da Prefeitura Municipal de Lagoa Seca, “essa aprovação mostra a responsabilidade com a qual lidamos com o dinheiro e com as contas públicas, executando o orçamento municipal da maneira correta. O fato nos alegra por evidenciar que o trabalho realizado no dia-a-dia de nossa administração esteve sempre de acordo com o que a lei determina. Essa é nossa obrigação: observar e cumprir a lei, especialmente. Isso nós fizemos, graças a Deus”, afirmou.

Da redação

0 comentários: