Em Lagoa Seca: Rede Preventiva e Protetiva a criança e ao adolescente é discutida...

Um olhar atento às causas da criança e do adolescente é o pensar de uma gestão e de autoridades que se preocupam com o bem estar de quem será o futuro de um país. Com esse objetivo, na manhã desta quinta-feira, 28, estiveram reunidos o prefeito José Tadeu Sales de Luna (PSC), o secretário de Administração, Wladimir Wesley Siqueira, a secretária de Educação, Joelma Anacleto, a secretária de Ação Social, Fátima Demétrio, a secretária de Saúde, Débora Charmenes Campos, o procurador geral do município, Dimitre Braga, bem como a servidora do Tribunal de Justiça da Paraíba, Geórgia Andreia Pereira,  e o dr. Max Nunes de França, juiz de direito da Vara da Infância e da Juventude de Campina Grande. 

Na ocasião, foram discutidas medidas preventivas e protetivas para as crianças e adolescentes de Lagoa Seca.

O dr. Max Nunes de França, após ouvir o relato dos secretários e do prefeito sobre os projetos de educação, cultura e cidadania, argumentou dizendo, que “a ideia é iniciar um trabalho em rede, onde sejam inseridas não só em Lagoa Seca, como outras cidades do entorno, o que viria já com um incentivo do judiciário, para facilitar as atividades e tendo os municípios como parceiros para se atender o maior número possível de crianças e adolescente, principalmente as que estão em situação de risco ou em estado de vulnerabilidade, disse.

Para o prefeito José Tadeu, “o propósito é melhorar e facilitar as ações de políticas públicas de proteção a população infanto-juvenil e pelo que ficou dito - a ideia central é articular todos os seguimentos da sociedade em prol da causa dos direitos da criança e do adolescente, no momento em que elas estiverem mais expostas a situações de risco e vulnerabilidade, como violência doméstica, uso de das drogas, entre outras”, disse. 

Ao final, ficou acordado que, no mês de novembro haverá um segundo encontro, onde já deverão ser integrados outros municípios. O propósito, a partir de então, que surja um Consórcio de Rede Preventiva e Protetiva a Criança e ao adolescente.

Ascom/PMLS

0 comentários: