Delegado de Lagoa Seca revela que assaltantes mortos em tiroteio tinham 'lista' para assassinar PMs que moram na cidade...

Geovane Tiago de Moura Gomes, 21 anos, José Gonçalves de Lima Neto, de 19, Mateus Cavalcante da Silva e Alan Santos Barbosa, de 18 anos, além de Carlos Alberto da Silva Nogueira, de 14, mortos após trocarem tiros com policiais militares em Lagoa Seca na última segunda-feira, 21, tinham um histórico de crimes que fica claro, de acordo com investigações da Polícia Civil, que estavam dispostos a matar por matar e sem nenhuma piedade.

Segundo o delegado Kelson de Vasconcelos, Mateus e Geovani tinham mandados de prisão por assassinatos e roubos e os demais, passagens pela polícia. (apenas um deles não tinha registro nas delegacias).

Além disso, o adolescente de 14 anos estava envolvido na morte do garoto Lucas (assassinado com um tiro nas costas em outubro de 2013).

Kelson foi enfático: “quando os acusados de invadir a casa do policial militar para roubar, se embrenharam no matagal, os moradores da região auxiliaram as guarnições para dizer onde eles estavam escondidos. Testemunhas os viram atirando nos polícias que não tiveram alternativas a não ser responder o fogo”.

O delegado de Lagoa Seca, Eduardo Portela, informou que três policias militares estariam numa lista de prováveis vítimas do bando. Os nomes dos PMs não foram divulgados.

Por Márcio Rangel

0 comentários: