Prefeito de Lagoa Seca divulga nota sobre pedido de exoneração de secretário de Saúde...

O prefeito de Lagoa Seca, José Tadeu (PSC) aceita pedido de exoneração do secretário Municipal de Saúde, Damião Calafange. O pedido aconteceu no último dia 05 e logo em seguida divulgado em veículos de comunicação da região. Com a solicitação aceita, Calafange deixará a função assim que a medida for publicada no Diário Oficial do Município, o que só deverá acontecer no dia 30 deste mês de Junho. 

Damião Calafange alegou motivos particulares e de cunho acadêmico para o pedido de sua exoneração. O secretário ainda não tem substituto no comando da saúde municipal, mas imediatamente após a saída do cargo outra pessoa deve assumir a pasta. Como a sua saída já era de se esperar, o prefeito já vinha analisando outros nomes, tanto para substituí-lo, quanto para substituir membros da equipe de trabalho formada por ele.

Em nota o prefeito José Tadeu disse:

“Alguns nomes já estão sendo analisados, porém, ainda não serão divulgados para não causar expectativa. Para mim não foi surpresa alguma o pedido de Damião, visto que ele já havia manifestado o desejo de se afastar da pasta desde o início deste ano. No mais eu e minha equipe de trabalho, só temos que agradecer os meses que o secretário nos auxiliou numa pasta que tem uma grande demanda e que se torna de certa maneira o coração da gestão. Sabendo da dedicação de Damião aos estudos e de sua vontade de se dedicar e aprofundar mais, aceitei seu pedido. Ele é um grande profissional e em breve deverá está emprestando sua competência a outra gestão. Assim como a equipe de trabalho que ele trouxe consigo. Nossos agradecimentos também são extensivos aos que compuseram a equipe dele. Os nossos laços de amizade e respeito continuam os mesmos. Foram 15 meses de trabalho e de diversas conquistas entre elas, A abertura do Centro de Especialidades Odontologicas (CEO), a ampliação de exames laboratoriais, as contratações de médicos especialistas, a implantação do atendimento de exames de ultrasonografias e raios X, entre tantas outras”, pontuou.

Ascom/PMLS

0 comentários: