João Jerônimo da Costa, ex-prefeito de Lagoa Seca é escolhido presidente de honra da Comissão do Sesquicentenário de Campina Grande...

Em solenidade realizada em seu gabinete de trabalho, no Palácio do Bispo, o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), instalou na tarde desta terça-feira, 15, a comissão encarregada da organização das comemorações do Sesquicentenário da cidade, a ser comemorado no dia 11 de outubro desse ano.

Instituída por decreto pelo prefeito Romero Rodrigues, a comissão estabelece que o grupo será integrado por autoridades municipais e representantes da sociedade civil campinense. A comissão funcionará sob a presidência do próprio chefe do poder executivo campinense.

O lagoasequense João Jerônimo da Costa, único filho da cidade a governar o município de Campina Grande (de 15 de junho a 30 de novembro de 1964), volta a fazer parte da comissão, na condição de presidente de honra. Romero Rodrigues escolheu o ex-prefeito João Jerônimo como presidente de honra como uma forma de reconhecimento ao trabalho do ex-prefeito, único remanescente do centenário de Campina Grande.

Há cinquenta anos atrás, João Jerônimo da Costa, na condição de prefeito de Campina Grande, em que a Rainha da Borborema comemorou cem anos de existência, também fez parte da comissão, juntamente com Evaldo Cruz, Stênio Lopes, Dom Manoel Pereira, Noaldo Dantas, entre outras personalidades e intelectuais da época. 

Segundo João Jerônimo da Costa, para a festa do centenário da cidade, ocorrida em 1964, “havia começado a ser programada as festividades em 1961 [três anos antes], quando foi criada a Comissão do Centenário, responsável pela organização dos vários eventos e obras que deveriam marcar para sempre a data magna da cidade e por ausência de aporte financeiro, os trabalhos só se efetivaram no segundo semestre do ano seguinte, até então, tudo estava no campo do planejamento. O ano do centenário foi marcado por inúmeras atividades”.

João Jerônimo da Costa nasceu em Lagoa Seca, quando era distrito de Campina Grande, a 15 de dezembro de 1923. Filho de José Jerônimo da Costa e de Olindina Cavalcanti da Costa, cursou o primário nas escolas públicas de São Sebastião de Lagoa de Roça e Lagoa Seca. Em 1935, fez o curso de admissão ao ginásio no Colégio Pio XI, em Campina Grande. Entre 1936 a 1939 fez o secundário no Semanário Arquidiocesano da Paraíba, em João Pessoa. Foi vereador de Campina Grande representando a antiga Vila de Ipuarana quando, em 15 de junho de 1964, em virtude da cassação do mandato do prefeito Newton Vieira Rique, que foi deposto por força do golpe militar foi nomeado prefeito de Campina Grande pelo voto da Câmara Municipal. Poucos meses depois, por decisão da justiça foi afastado do cargo em 30 de novembro do mesmo ano, voltando a reassumir a presidência da Câmara Municipal e o exercício do mandato de vereador até o término da Legislatura em 31 de janeiro de 1969. Foi eleito prefeito do município de Lagoa Seca. Cumpriu seu mandato de 31 de janeiro de 1969 a 31 de janeiro de 1973. O último cargo público que assumiu em sua terra natal foi o de secretário de Administração na gestão do então prefeito Francisco José de Oliveira Coutinho, de 01 de janeiro de 2011 a 31 de dezembro de 2005. No final do governo de Bola Coutinho criou o Grupo de Trabalho que dá início a elaboração do Plano Diretor do município, cuja coordenação geral ficou sob sua responsabilidade.

Da redação

0 comentários: