Cultura de Paz: Ministério Público da Paraíba lança campanha "Conte até 10" em Lagoa Seca...

Na manhã desta quarta-feira, 23, o Ministério Público do Estado da Paraíba lançou, na sede da Câmara de Vereadores de Lagoa Seca, cidade localizada na região petropolitana de Campina Grande, a campanha “Conte até 10". A raiva passa. A vida fica". A ação é uma iniciativa do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), que propõe aos brasileiros uma cultura de paz entre os cidadãos, que muitas vezes agem por impulso e cometem crimes banais.

O foco da campanha em Lagoa Seca está na juventude que nos últimos anos tem sido vítima de homicídios e da banalização da violência, bem como da falta de tolerância e da ação impensada no momento da raiva. Daí a proposta de contar até dez e manter o controle.

Estiveram presentes representantes da sociedade civil organizada de Lagoa Seca, do poder público local, da polícia militar, de escolas, entre outros setores organizados da comunidade.

Na ocasião, o promotor Herbert Targino se colocou à disposição da sociedade lagoasequense para juntos trabalhar a campanha e atingir os resultados esperados, principalmente entre as crianças e adolescentes. "Os pais são os grandes responsáveis pela formação e educação de seus filhos. Muitas vezes se faz necessário que os pais sejam duros para que, no futuro, eles não venham a chorar por algum delito cometido por um filho", alertou. 

Conforme explicou o promotor Herbert Targino à nossa reportagem, o Ministério Público da Paraíba estará lançando, em junho, a campanha “Conte até 10 nas Escolas”. Serão parceiros nesse trabalho o CNMP, o MPPB, o Tribunal de Justiça, a Secretaria de Educação do Estado e as secretarias municipais de educação de vários municípios paraibanos que aderirem a campanha.

A campanha “Conte até 10 nas Escolas” destina-se à educação do adolescente e do jovem para uma cultura de paz, sendo voltada especialmente ao ensino médio. Além do lançamento da campanha, será realizada, também em junho, uma capacitação com os professores para trabalharem com as cartilhas preparadas pelo Conselho Nacional. As cartilhas trazem orientações pedagógicas sobre temas relacionados ao enfrentamento à violência e cultura de paz.

O prefeito de Lagoa seca, José Tadeu (PSC) falou da instalação e funcionamento do Conselho Comunitário de Segurança, recentemente aprovado pela Câmara de Vereadores. O conselho tem a missão de identificar e mobilizar os segmentos representativos da comunidade para, juntos com os órgãos do sistema de segurança pública promoverem o planejamento de programas de prevenção à violência e à criminalidade no município.

Da redação

0 comentários: