Parceria entre UEPB e Prefeitura de Lagoa Seca oferece curso para pessoas acima dos 60 anos...

Após as conquistas dos alunos da Universidade Aberta à Maturidade (UAMA), vinculada à Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), que nos últimos quatro anos oferece acesso à educação a pessoas acima dos 60 anos, chegou a hora do projeto alçar novos voos. A partir do dia 8 de abril, de forma pioneira fora do Câmpus I, será dado início a primeira turma de estudantes idosos que passarão a escrever uma nova história em suas vidas.

Com a parceria entre a UEPB e a Prefeitura de Lagoa Seca, será aberta uma turma da UAMA, que irá funcionar no Câmpus II, na cidade de Lagoa Seca, para atender 50 estudantes residentes naquele município. O reitor Rangel Junior recebeu, na tarde desta quinta-feira (20), o prefeito José Tadeu e acertou todos os detalhes para que as aulas do projeto – que já mudou a vida de centenas de pessoas – siga contribuindo para a transformação de vida de outros idosos.

Aos interessados em fazer parte da Universidade Aberta à Maturidade, basta comparecer pela manhã, nos dias 27 e 28 de março, na sede da Secretaria de Assistência Social de Lagoa Seca, e se matricular. Serão aceitos os 50 primeiros que se dirigirem ao órgão. A inscrição é gratuita, assim como todo o curso. Além da aula inaugural, marcada para 8 de abril, às 07h30, os alunos assistirão as aulas nas dependências do Câmpus II, todas as terças e quintas-feiras, das 07h30 às 11h50.

Para a parceira ser confirmada, a UEPB colocou à disposição da Universidade Aberta à Maturidade a estrutura para as aulas e atividades práticas, bem como o corpo docente do próprio Câmpus de Lagoa Seca. Caberá como contrapartida da Prefeitura o deslocamento de ida e volta dos alunos para a Universidade, bem como a cessão de alguns professores do município e o lanche dos alunos. De acordo com o professor Rangel Junior, esse é um passo importante que e UAMA está dando, uma vez que os resultados em Campina Grande são excelentes.

“Estamos possibilitando a construção do conhecimento. É muito importante fazer algo para aqueles que já fizeram tanta coisa por muitas pessoas. Agora eles merecem que nós façamos algo por eles. Temos atingido muitos resultados com a UAMA em Campina Grande e tenho certeza que em Lagoa Seca não será diferente. Este curso transforma-se em um lugar que as pessoas vibram e tem o poder de mudar não só a vida de quem estuda, mas também de suas famílias”, destacou o reitor.

Já o prefeito José Tadeu agradeceu a oportunidade que a UEPB está dando ao município, aceitando estender esse projeto até lá, e projetou que esta será a primeira de muitas turmas que serão formadas pela UAMA. “Em meio a tantas dificuldades, nós precisamos olhar para essas pessoas. Muitas são carentes e eu tenho certeza que esse curso dará certo e teremos novas turmas no futuro”, disse o gestor municipal.

O coordenador da UAMA, professor Manoel Freire, também participou da reunião e detalhou como será o funcionamento da turma da maior idade em Lagoa Seca. Segundo ele, foi preciso adaptar a proposta do curso, uma vez que a turma do Câmpus II será voltada para as atividades agrícolas. “Iremos oferecer 16 disciplinas, divididas em quatro módulos, mas com a diferença da proposta de voltar o curso para a área do campo. Durante os dois anos de duração, serão ministradas 800 horas que, com certeza, mudará para melhor a vida dessas pessoas”, afirmou Manoel Freire.

O secretário de Assistência Social de Lagoa Seca, Geovaneto Vilar, participou das discussões para levar a UAMA para Lagoa Seca e reafirmou o compromisso de oferecer as melhores condições para essa nova turma. “Não exigimos escolaridade mínima, nem os alunos irão pagar nada. O que só pedimos é que tenham vontade de recomeçar a vida, já que a Universidade vai proporcionar isso para as pessoas”, disse. As quatro disciplinas ofertadas pelo curso serão Qualidade de Vida e Envelhecimento Ativo; Fisioterapia em Gerontologia; Soberania Alimentar; Leitura e Produção de Texto.

Da redação,
com Ascom/UEPB

0 comentários: