Lagoa Seca se prepara para celebrar 50 anos de emancipação política


O município de Lagoa Seca, localizado na região metropolitana de Campina Grande, no Agreste da Paraíba, distante 129 km da capital João Pessoa, estará em festa no dia 04 de janeiro 2014, quando celebrará 50 anos de emancipação política. 

Sobre Lagoa Seca: foram os índios bultrins os primitivos habitantes do lugar. No século XIX, as terras onde se situa o atual município, pertenciam ao coronel José Antônio Alves Pequeno, conhecido como coronel Vila Seca. 

Em 1929, às margens da estrada de acesso entre Campina Grande e a região do brejo paraibano - atual BR-104 ou Anel do Brejo - foi construída, por Cícero Faustino da Silva, a primeira casa, que se tornou ponto de parada dos tropeiros. Dali demandavam às regiões brejeiras e curimataú. Com o aparecimento de novas residências, em pouco tempo, desenvolveu-se o povoado. 

Criado o Distrito de Paz, em 1934, no ano seguinte monsenhor José Delgado inaugurou a primeira capela, que teve como Padroeira, Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.  Em 1937, o topônimo foi mudado para Vila de Ipuarana, mais tarde, restabelecido para a antiga denominação. 

Procedentes da Alemanha chegaram, entre 1939 e 1940, Lamberto Hoetting, Pedro Westermam e Manfredo Panterburg, frades franciscanos, que no local deram início a construção do Colégio Seráfico de Santo Antônio, mais conhecido como Convento Ipuarana, que serviu, até a década de 70 como casa de formação (seminário) da Província Franciscana do Nordeste. A partir da chegada dos religiosos, a Vila de Lagoa Seca começou a se desenvolver. 

Em 1951, foi criada a Paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e, em 1953, instalado o Noviciado dos Irmãos Maristas, pertencentes à Província dos Irmãos Maristas do Brasil, outro fator de desenvolvimento para a Vila. No mesmo ano, iniciou-se a construção da Igreja Matriz. A missa de inauguração foi celebrada a 15 de agosto do ano seguinte. 

Formação Administrativa

Em divisões territoriais datadas de 31.12.1936 e 31.12.1937, figura no município de Campina Grande o distrito de Lagoa Seca. 

Pelo decreto-lei estadual nº 1164, de 15.11.1938, o distrito de Lagoa Seca, passou a denominar-se Ipauarana. No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o distrito já denominado Ipauarana, figura no município de Campina Grande. 

Pela lei estadual nº 166, de 05.11.1948, o distrito de Ipauarana voltou a denominar-se Lagoa Seca. Em divisão territorial datada de 01.07.1950, o distrito de Lagoa Seca ex-Ipauarana, figura no município de Campina Grande, assim permanecendo em divisão territorial datada de 01.07.1960. 

Elevado à categoria de município, com a denominação de Lagoa Seca, pela lei estadual nº 3133, de 04.01.1964, desmembrado de Campina Grande. Sede no antigo distrito de Lagoa Seca. Constituído do distrito sede. Instalado em 29.02.1964. Em divisão territorial datada de 31.12.1968, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. 

Alterações toponímicas distritais

Lagoa Seca para Ipauarana foi alterado pelo decreto-lei estadual nº 1164, de 15.11.1938. Ipauarana para Lagoa Seca foi alterado pela lei estadual nº 166, de 05.11.1948. 

Por Hélder Loureiro,

Com informações do IBGE

Um comentário:

  1. Anônimo20.12.14

    Lagoa Seca cidade linda que nunca esqueci, tenho muita saudades, estudei no Colégio Agrícola durante o período de 1979 1981, saudades...

    ResponderExcluir