Dia da Consciência Negra será lembrado em Lagoa Seca com exibição de filmes e debates


A Secretaria Municipal de Cultura da Prefeitura de Lagoa Seca, em comemoração ao Dia da Consciência Negra, celebrado em todo o país nesta quarta-feira, 20 de novembro estará realizando uma série de atividades para celebrar a data.  A intenção é mostrar a importância cultural e a influência negra no Brasil. 

O evento terá início às 19h00, na Praça Frei Manfredo, na Pedrolândia, Centro da cidade, com exibição de filmes que relatam um pouco sobre a história dos negros no Brasil. Leituras de trechos de livros e debates acontecerão no local.

Na programação consta ainda, rodas de capoeira, apresentação de hip-hop e exibição do filme “Besouro”, que conta a vida de Besouro Mangangá, um capoeirista brasileiro da década de 20, a quem eram atribuídos feitos heroicos e lendários. O longa é dirigido por João Daniel Tikhomiroff. 

O Dia Nacional da Consciência Negra é celebrado em 20 de novembro no Brasil e é dedicado à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. A semana dentro da qual está esse dia recebe o nome de Semana da Consciência Negra.

A data foi escolhida por coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695. O Dia da Consciência Negra procura ser uma data para se lembrar da resistência do negro à escravidão de forma geral, desde o primeiro transporte de africanos para o solo brasileiro (1549).

O dia é celebrado desde a década de 1960, embora só tenha ampliado seus eventos nos últimos anos.

Para o ativista cultural Jussieu Diniz (Mascote), que se orgulha em ser afrodescendente, ressalta que a situação do negro no país é muito desigual,  apesar do Brasil ter a segunda população negra do mundo. O Brasil é um dos países que mais descrimina o negro no mercado de trabalho. "É uma vergonha ainda se discutir igualdade de raças nesse país; somos diferentes em quê, questiona Mascote.

"Antes de comemorar o Dia Nacional da Consciência Negra faz-se necessário acabar com a 'inconsciência branca'. Assim, no dia 20 de novembro devemos relembrar o papel dos brancos na discriminação histórica sofrida pela população negra", disse.

Mascote, que desenvolve várias atividades sociais e culturais em Lagoa Seca afirmou que a cultura negra tem grande importância e contribuição na cultura brasileira, em especial na cultura popular da Paraíba.

Por Hélder Loureiro

0 comentários: