Em clima de muita comoção e revolta, criança morta com dois tiros em tentativa de assalto é sepultada em Lagoa Seca...

Em clima de muita comoção e revolta, foi sepultado na manhã dessa sexta-feira, 25, no Cemitério de Lagoa Seca, o corpo do pequeno Lucas Araújo da Silva, 12 anos, morto com dois tiros nas costas numa tentaiva de assalto na madrugada da última quinta-feira, 24. Amigos, familiares e curiosos estiveram no enterro. Em frente a Delegacia de Polícia da cidade uma multidão fez um ato em favor da paz e pediram por mais segurança no município.

Relembre o caso

Era por volta das 04h10, quando o agricultor Paulo da Silva, 42, que mora no sítio Lagoa do Gravatá saia de sua residência e se dirigia para o trabalho, na Empasa, em Campina Grande, quando, ainda na estrada, próximo ao bairro São José, foi abordado por um homem que anunciou o assalto. Numa tentativa de escapar da ação crimonosa o pai da criança acelerou o veículo e ela (o pequeno Lucas), que vinha na garupa foi atingida com dois disparos nas costas. Socorrida, não resistiu aos ferimentos e chegou morta no Hospital Municipal de Lagoa Seca.

A mãe da vítima, Fabiana Araújo da Silva, 33 anos, ao saber do falecimento do filho desmaiou e foi levada também para o hospital da cidade. Além de Lucas, que estudava na Escola Irmão Damião, os pais têm outras três crianças que residem na zona rural. A família, que é muito humilde, pede agora justiça e que o autor dos disparos seja preso.  

Desfecho do caso

Em menos de 12 horas de investigação, a polícia conseguiu prender dois menores, que chegou até uma outra pessoa envolvida, a jovem Crislaine Araújo, 18 anos, residente no bairro São José, que já está presa no Presídio Feminino de Campina Grande. Ela está sendo acusada de ser a grande articuladora de assaltos na cidade e região, além de tráfico de drogas e por abrigar menores em sua residência.

Segundo informou um dos menores que participou da trama - um homem conhecido como "Rafael Paredão" -, é o autor dos disparos que matou o estudante.  Ele continua foragido e está sendo procurado pela polícia.

De acordo com o delegado Seccional de Campina Grande, Iasley Almeida, os dois adolescentes acusados de participar da morte de Lucas Araújo da Silva - os quais já estão recolhidos no Lar do Garoto, em Lagoa Seca - realizaram dois assaltos antes de se envolverem no que resultou na morte da criança.

“Eles são frios. Praticaram dois assaltos no mesmo local onde mataram o estudante. Qualquer pessoa que passasse naquela estrada seria alvo. Infelizmente, no caso do Lucas, aconteceu o pior”, disse Iasley.

Os acusados disseram ainda, em depoimento, que haviam consumido crack e maconha na casa de Crislaine Araújo. 

Da redação

0 comentários: